Como criar um calendário comercial para guiar suas ações durante o ano

Por Darlan Evandro




Ao longo do ano, existem diversas oportunidades que sua empresa pode utilizar para se destacar e chamar mais atenção do que seu concorrente. Black Friday, Natal e Carnaval são só alguns exemplos que sua empresa pode utilizar para chamar mais atenção, atrair possíveis clientes e gerar mais negócios.

Quando não se trabalha com um calendário comercial ou calendário de marketing, toda a sua empresa fica um tanto quanto à deriva, seja do que os concorrentes estão fazendo ou buscando influências do mercado em geral. Ter um calendário é o primeiro passo para criar uma melhor estratégia de precificação, negociação com fornecedores, criação de parcerias, entre diversas outras questões.

Outro ponto bem interessante que sua empresa pode se beneficiar através de um calendário comercial é a fragmentação do faturamento. Com a meta anual definida, você pode dividir o faturamento dentro do seu calendário comercial. Isso pode ser mais efetivo e mais fácil de mensurar.E como fazer isso?

O varejo possui diversas datas que podem ser aproveitadas para gerar mais “movimento”. O ideal é que você faça anotações com as principais datas e as que se encaixam dentro do seu negócio. É claro que o Dia dos Pais, por exemplo, pode não ser uma data interessante para estar no seu calendário (pois seu público alvo pode não procurar seu produto para presentear o papai), mas eventos como o Carnaval, Black Friday e muitos outros podem ser excelentes datas para a criação de promoções.

Entender quais são as datas mais alinhadas ao seu negócio e ao seu público pode trazer boas oportunidades de negócios. Determine momentos e ocasiões que podem ser relevantes para seu cliente. Por exemplo, uma empresa que trabalha com manutenção e instalação de ar condicionado industrial, com a chegada do verão poderia cria uma campanha chamada de “Dezembro Congelante”. Aproveitar o início da estação para ilustrar algo que o cliente necessita, ou seja, seu ambiente fresco para que os clientes fiquem à vontade dentro do estabelecimento. Um exemplo bem simples, mas que você pode usar a mesma lógica para adaptar a sua empresa.

Agora, não adianta querer criar uma campanha de verão, se já estiver no início de dezembro. O objetivo de um calendário também é tentar eliminar o “apagar de incêndios”. Se o dia é 20 de dezembro, não pense em criar uma campanha de natal, use seus esforços para criar a campanha de início do ano ou então a de carnaval. O calendário é para tentar eliminar isso. Trabalhe com ações planejadas e torne seu trabalho mais assertivo e tranquilo.

O baixo número de vendas em determinadas datas também poderá ser combatido através de um calendário. Se historicamente, junho e julho suas vendas são baixas, você precisa criar algo para este período. Poderia ser algo como: Arraiá de Prêmios ou Economia Junina. Use a criatividade e abuse da sua área comercial e marketing.

Mas é claro, lembre-se de que não é porque determinada data comemorativa existe que você precisa necessariamente criar uma ação especial para ela. É muito importante que a data faça o mínimo de sentido para seu cliente. Pode ser um pouco difícil a sua empresa explorar bem o Dia das Crianças, por exemplo.

Um passo a passo para ter insights sobre essas datas é basicamente listar todas as ocasiões, períodos e datas especiais que lembrar, selecionar as ocasiões que tenham relação com seu negócio ou cliente, analisar quais destas datas seus clientes mais valorizam e por último analisar o fluxo comercial da sua empresa nestes períodos. Depois de definir e organizá-las em um documento, o que será feito em cada data? É importante determinar o que será realizado, por exemplo:

· Ações de Marketing (o que fazer e em quais canais divulgar)?

· Quais serão os responsáveis pela ação?

· Existe algum orçamento disponível para cada ação?

· Quais as metas para cada data?

Pode parecer um pouco complexo, mas é extremamente simples de fazer e organizar um calendário. Inclusive o calendário pode guiar toda a comunicação com seus clientes. Você pode ajustar sua comunicação de acordo com a campanha vigente, desde a assinatura do seu e-mail, comunicados via Whatsapp, papel timbrado, conteúdos no site e redes sociais, entre diversas outras coisas.

E claro, nenhum plano sobrevive ao campo de batalha. Mude, ajuste e modifique seu calendário conforme for necessário. Muitas oportunidades e/ou dificuldades só serão percebidas no momento da criação ou durante a execução da campanha.

O calendário também vai lhe ajudar a estimar sua verba para investimento em marketing e isso traz muitos benefícios como, por exemplo, a possibilidade de testar a eficácia de diferentes ferramentas de divulgação, como por exemplo: E-mail Marketing, Whatsapp, SMS, Mala Direta, Redes Sociais, Chatboot, Vídeos, etc. A partir do momento que você descobrir que o SMS e a Mala Direta não estão funcionando mais, você começa a alocar e otimizar a verba de suas ações.

E não se esqueça de no final das campanhas, avaliar as que trouxeram maiores resultados para sua empresa. Analise quais tiveram boa e má performance, quais ferramentas foram utilizadas na divulgação e o que trouxe mais resultado.

Replicar o que funcionou e entender o que deu errado será muito importante para aperfeiçoar os resultados a cada campanha, até chegar um momento que você saiba exatamente qual campanha, qual período e qual ferramenta de divulgação está trazendo mais resultado para seu negócio, podendo até trazer certa previsibilidade de negócios.

E não se esqueça, a inovação é uma grande aliada para a diferenciação.


SOBRE O AUTOR


Darlan Evandro

Profissional de Marketing, apaixonado por ferramentas digitais e comportamento do consumidor. Graduado em Marketing e Propaganda e MBA em Gestão de Negócios. Experiência em Marketing On e Off-line atuando no segmento desde 2010.

Email: contato@darlanevandro.com.br

Site: www.darlanevandro.com.br

7 visualizações

SINDICATOS

© 2018 por Revista Elevador Brasil